Como é o Exame Feito Pelo Oftalmologista?

Quando o oftalmologista realiza a primeira avaliação do bebê, ele busca outras alterações congênitas além das detectadas no exame do reflexo vermelho realizado pelo pediatra. 

Isto porque existem outras alterações menos graves, mas que podem podem ser detectadas e tratadas precocemente. 

O oftalmologista inspeciona a face, as pálpebras, a via lacrimal, as córneas, o cristalino e realiza um cuidadoso exame de fundo de olho, chamado de “mapeamento de retina”. 

Para a realização do “mapeamento de retina” o oftalmologista instila de uma a três gotinhas de colírio no bebê, e o exame é realizado após alguns minutos - de 20 a 40 minutos. 

O bebê costuma reagir a todas as fases do exame, até mesmo ao toque do oftalmologista em sua face, muitas vezes chorando, o que não significa que o exame seja doloroso. Na verdade trata-se apenas de uma reação normal dos bebês, como a que tem quando tomam banho, estão com fome ou precisam ter a fralda trocada.

 QUE ALTERAÇÕES PODEM SER DETECTADAS PELO OFTALMOLOGISTA NO PRIMEIRO EXAME REALIZADO NO CONSULTÓRIO NO PRIMEIRO MÊS DE VIDA? 

Através do exame o oftalmologista pode detectar alterações palpebrais, nos cílios como mal formações ou ptose palpebral (pálpebra caída), conjuntivites, obstrução do canal lacrimal, catarata congênita, glaucoma congênito, infecções congênitas como a toxoplasmose (doença transmitida pelo gato jovem), entre outras, malformações na retina, no nervo óptico, e tumores.