• (51) 3065 - 6556

  • contato@edianeavila.com.br

  • Av Nações Unidas, 2475 - Sala 1002

A retinopatia de prematuridade (ROP) é uma doença que atinge recém-nascidos prematuros e está relacionada à vascularização inadequada da retina desses bebês. Se não diagnosticada e tratada, pode levar à perda visual grave, inclusive a cegueira.

Ela atinge principalmente os recém-nascidos que nascem com menos de 32 semanas de gestação e menos de 1,5 kg.

Parte da vascularização da retina se completa com 32 semanas de gestação, enquanto que a parte restante só fica completa com 40 semanas. O surgimento da ROP está relacionado com a interrupção da formação de natural dos vasos sanguíneos da retina, que acontece quando o bebê nasce prematuro.

Os bebês prematuros têm um crescimento desorganizado desses vasos, que podem sangrar e até causar o descolamento da retina.

Além da prematuridade, o outro principal fator de risco é o uso de oxigênio nas UTIs neonatais. O oxigênio que o bebê prematuro precisa receber para conseguir respirar causa ainda mais desorganização da formação desses vasos sanguíneos, e aumenta a chance do surgimento da retinopatia de prematuridade.

Quanto mais problemas de saúde tiver o prematuro, maior a chance de desenvolver a retinopatia de prematuridade. A doença é classificada em 5 estágios de acordo com a sua gravidade.

Se você tem alguma dúvida, entre em contato com a clínica e agende a sua consulta.